português english

NOTICIAS

  • 09/02/2018
  • CALCULADORA AUTOMáTICA: TJRN APRESENTA APLICATIVO PARA CáLCULOS DE RPVS
  • O Tribunal de Justiça do RN apresentou, na manhã desta sexta-feira (9), a sua mais nova ferramenta na busca da melhoria da prestação jurisdicional: a Calculadora Automática. O presidente Expedito Ferreira destacou que o aplicativo vai permitir a padronização dos cálculos de valores devidos pela Fazenda Pública em razão de condenações judiciais, um compromisso assumido desde o início da atual gestão. Servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação e da Divisão de Precatórios mostraram as funcionalidades da Calculadora, em apresentação realizada no auditório do prédio sede.

    O desembargador Expedito Ferreira disse que a Calculadora Automática traz inovação, agilidade e dará maior segurança ao cumprimento das Requisições de Pequenos Valores (RPVs) em toda a Justiça Estadual. Ela estará disponível pra o público interno do TJRN via Intranet e para a sociedade pela Internet.

    “Os cálculos ficarão mais precisos e com isso ganham as partes, a Justiça e a sociedade. Não temos dúvidas que este instrumento marca mais uma etapa de evolução do Poder Judiciário, instituição que cada vez mais tem um papel de guardião do cumprimento da lei e da garantia cidadania e alicerce da democracia”, disse o presidente.

    O advogado Paulo Coutinho, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional RN, afirmou que tem acompanhado o trabalho do Tribunal de Justiça e destacou a parceria existente entre a OAB-RN e o TJRN em diversas ações e projetos para se buscar soluções que levem a uma maior efetividade dos processos e a calculadora automática traz isso.

    “Esse é mais um dos projetos que a gente consegue tirar do papel e essa é uma luta de algum tempo. O tribunal e os seus servidores estão de parabéns. Agora teremos uma maior efetividade e agilidade, inclusive no pagamento de RPVs”, comemorou e parabenizou o TJRN pela iniciativa.

    “Essa iniciativa do Tribunal de Justiça vai beneficiar bastante a PGE, porque o procurador não tem o conhecimento técnico para fazer aqueles cálculos, e com a nova ferramenta do tribunal, vai agilizar muito o nosso trabalho, porque agora nós vamos centrar nossa atuação apenas na impugnação aos cálculos. A PGE parabeniza e quem ganha com isso é o contribuinte, é a população que vai ter uma prestação jurisdicional mais rápida”, parabenizou o procurador do Estado José Santana.

    Fortalecimento

    Em seu discurso, o presidente do TJRN lembrou que desde o início da atual administração, foi adotado o caminho de fortalecimento, busca de maior eficiência e transparência na gestão do Poder Judiciário potiguar. O desembargador Expedito Ferreira ressaltou que para isso houve investimento em Governança Estratégica, estruturação das unidades judiciais, instalação da Contadoria Judicial e do Disque Justiça, todas as ações implementadas no sentido de fazer o Poder Judiciário avançar.

    Expedito Ferreira destacou ainda que sua gestão já cumpriu a maioria das metas estipuladas, em pouco mais de um ano de atuação. “Digo isso com a satisfação de estarmos promovendo a melhoria nas condições de trabalho dos magistrados e servidores e consequentemente, com isso, prestando um melhor serviço à população”, comentou.

    Fonte TJRN